A tecnologia de impressão 3D poderia salvar os rinocerontes da extinção?

Rinocerontes são umas das espécies com mais risco de extinção no mundo. Eles são caçados por seus chifres, comumente usados no continente Asiático para fins medicinais ou como símbolo de status. Esses chifres são vendidos a 60 mil dólares por quilo (mais caro que cocaína, por exemplo). A demanda por chifres de rinocerontes vem crescendo. Ano passado, mais de 1.200 rinocerontes foram mortos, mais ou menos 1 em cada 8 horas. Acredita-se que eles serão extintos nos próximos 5 ou 10 anos. Continue lendo para saber como pesquisadores querem salvar rinocerontes com impressão entre e aproveite para saber como funciona essa tecnologia!

Com essa preocupação, George Bonaci e Matthew Marcus, fundadores do Pembient (empresa americana de biotecnologia), acreditam que eles podem salvar os rinocerontes com seus chifres impressos em 3D.

Com a combinação de inorgânicos, metais, minerais, proteínas e DNA de rinocerontes, eles foram capazes de fazer uma replica idêntica ao chifre real, usando uma impressora 3D que eles mesmos projetaram.

“Nós mandamos esses protótipos para laboratórios testarem, e o resultado vinha como chifre de rinoceronte. Também fizemos teste de DNA, e o resultado também veio positivo.”, diz George.

Muitos caçadores de rinocerontes na África fazem isso para alimentar suas famílias, e matar um rinoceronte pode garantir a comida na mesa por anos. A ideia do projeto é doar esses chifres para caçadores, ou vender por um preço muito menor, para eles venderem ao mercado negro. Eles ainda ganhariam o dinheiro, e o consumidor final ainda teria seu produto, mas os rinocerontes continuariam vivos.

Há alguns críticos que dizem que esse plano será mais maléfico do que benéfico, porem George defende: “Se pudermos preencher a oferta com produto idêntico a um preço mais barato, seu preço vai diminuir e, portanto, terá menos incentivo para caçar ilegalmente. Por que você iria arriscar sua vida para matar um rinoceronte e fazer uma espécie extinta, quando você pode ir comprar o produto por 1/10 do preço?”.

 

Veja o video original da notícia:

www.youtube.com/watch?v=DbzyzTP-VN4