Como funciona uma impressora 3D FDM?

As impressoras 3D FDM saíram do imaginário popular e dos filmes de ficção para fazerem parte da realidade de muitas empresas e pessoas (conheça o caso da menina que passou a respirar melhor com o auxilio de uma impressora 3D). Hoje, essas impressoras possuem um custo-benefício que superou as expectativas mais futuristas, e são muito mais baratas do que se poderia esperar de um produto com tanta utilidade.

As impressoras 3D, que antes eram consideradas tecnologia de um futuro distante, chegaram para transformar a forma como os objetos são fabricados. Elas permitem a impressão de praticamente tudo que sua mente possa imaginar: de brinquedos a carros.

Quer saber mais sobre como elas funcionam e para que podem ser utilizadas? Continue lendo este post!

Para que serve a impressora 3D FDM

Quando nos referimos a essa surpreendente tecnologia que é a impressão em 3D, nós estamos falando não da impressão de uma imagem qualquer, como é no papel, e sim da construção de um objeto. A impressora 3D permite que você imprima das coisas mais simples aos equipamentos mais sofisticados possíveis.

Hoje, muitas indústrias utilizam o método de prototipagem com essas impressoras. Mas a grande novidade é que agora ela não precisa mais ser apenas um sonho de consumo inacessível: ter uma impressora 3D já é realidade para muitas pessoas comuns.

Impressora 3D permite escolher o preenchimento do modelo.

O consumidor já pode adquirir a sua própria impressora 3D, no Brasil, por preços a partir de 7 mil reais.

Embora existam vários métodos de impressão 3D, o mais usado é o Fused Deposition Modeling (FDM), ou seja, modelagem por fusão e deposição.

Como funciona

A impressora 3D FDM produz objetos camada por camada, ou seja, por sobreposição. O sistema de técnica de fabricação aditiva cria objetos utilizando vários materiais como resinas, cerâmica, plásticos e até mesmo tecidos humanos e alimentos. Na maioria das vezes, porém, esse tipo de impressora utiliza um filamento termoplástico que é aquecido até chegar ao seu ponto de fusão e, em seguida, é extrusado camada por camada até se tornar um objeto tridimensional.

Os objetos desenvolvidos começam como um arquivo de desenho em 3D (CAD) em um computador. Antes que ele possa ser impresso, o arquivo CAD deve ser convertido em um formato suportado pela impressora 3D.

O tempo de impressão depende muito do tamanho do objeto que está sendo fabricado. Em comparação com outros métodos de impressão 3D como a estereolitografia ou sintetização seletiva a laser, o processo FDM é um pouco mais lento.

O que promete o futuro

Essa tecnologia continua evoluindo cada vez mais. E, em breve, será possível imprimir tudo que se possa imaginar, desde próteses até órgãos humanos. Não existem limites para a tecnologia quando o assunto se trata de impressão 3D.

Hoje, algumas impressoras FDM, como MakerBot e Ultimaker, trazidas pela Wishbox, são vendidas por um preço acessível para pessoas físicas e pequenas empresas que queiram entrar no ramo de impressão. A Wishbox foca seus negócios em trazer ao Brasil tecnologias inovadoras, como as impressoras 3D e scanners 3D, além de outras novidades. Além da comercialização dos equipamentos, a empresa também oferece serviços personalizados de prototipagem rápida utilizando essas tecnologias.

Gostaria de saber mais sobre impressoras 3D e suas diferentes utilidades? Acompanhe o nosso blog!