Arquitetura do futuro: será possível imprimir uma casa em 3D?

As técnicas de impressão em 3D estão evoluindo em ritmo cada vez mais acelerado e dando forma aos mais variados tipos de projetos. Desde pequenas peças e objetos de plástico, até mecanismos complexos, comidas e órgãos e glândulas humanas que funcionam de verdade já são feitos em impressoras 3D.

Mas quais são os limites desta técnica? Será possível imprimir uma casa em 3D? Você vai se surpreender com as possibilidades para a arquitetura e com o baixo custo deste tipo de construção civil que já começa a se mostrar como uma das principais inovações tecnológicas atuais e grande aposta para o futuro! Confira.

3dprocess

Como funciona a impressão 3D

A impressão 3D se baseia na deposição controlada de matéria prima (plástico, metal, cimento e outros) em finas camadas através das impressoras 3D — elas têm este nome porque conseguem reproduzir formas em suas três dimensões: largura, altura e profundidade.

Impressão 3D na arquitetura

Por conta das suas propriedades, a impressora em 3D consegue gerar paredes, teto, piso, divisões e todas as outras partes que compões casas e prédios de todo os tipos.

A empresa chinesa WinSun New Materials apresentou um método de construção de casas utilizando uma enorme impressora 3D de 6,7 metros de altura, na cidade de Xangai. Ela é capaz de erguer uma casa inteira em menos de um dia, utilizando uma mistura de material reciclado de construções antigas, cimento e fibra de vidro. A WinSun já constrói pequenos prédios e conjuntos habitacionais com essa técnica, capaz até de simular tijolos vermelhos e outros tipos de materiais.

 

casa3d2

 

Mas não são só os chineses que estão imprimindo casas. Concebido por Behrokh Khoshnevis, professor da University of Southern California, o projeto Contour Crafting utiliza uma impressora 3D que constrói uma casa de 230m² inteirinha em menos de 24 horas. Mas a impressora de Khoshnevis é ainda mais impressionante, pois consegue incluir no processo de fabricação toda a estrutura necessária para a casa como sistemas elétrico e hidráulico, pisos, telhados e até a pintura das paredes.

Viabilidade econômica da impressão de casas em 3D

Ao contrário do que se possa imaginar, a impressão 3D de casas não é inviabilizada porque requer muito investimento. A utilização de materiais de valor reduzido, a rapidez e a diminuição da mão de obra humana são os principais fatores dessa diferente relação de preços.

 

cada3d

 

A Winsun afirma que o custo de uma casa erguida com a sua tecnologia é cerca de metade do que custaria com os métodos tradicionais de construção. Já para a Contour Crafting, somando todos os gastos com o projeto, contando com acabamento e tudo mais, é possível ter uma economia de até 60% de uma construção comum.

A impressão 3D em evolução

Você pode se perguntar por que essas formas de construção ainda não estão difundidas no mundo, certo? Se o tempo de construção é bem menor, têm uma excelente qualidade e com menos custos, qual seria o obstáculo da adoção dessa nova forma de se fazer casas?

É possível afirmar que a principal razão é cultural. A possibilidade de que muitos profissionais se tornariam obsoletos e desnecessários é um fator agravador, porém não reflete a realidade, uma vez que muitos deles apenas mudariam de função, assumindo tarefas mais seguras e qualificadas no mercado da construção civil.

A própria impressão 3D para outros tipos de funções ainda não é bem conhecida do grande público. Mas à medida que as pessoas passarem a se sentir mais confortáveis com essa nova maneira de fazer as coisas, o mercado se abre e a tecnologia se torna naturalmente acessível a todos.

 

gug1

 

A arquitetura tem muito a se beneficiar com a inteligência, agilidade e sustentabilidade da impressão 3D de casas. Acompanhe todas as novidades sobre impressão em três dimensões no blog Wishbox e se mantenha sempre atualizado.