#CampusParty: confira o que rolou na 10ª edição

Dos dias 31 de janeiro a 5 de fevereiro foi realizada a 10ª edição da Campus Party Brasil, em São Paulo capital, e naturalmente a Wishbox colou junto para interagir no evento que junta milhares de mentes brilhantes com tecnologias inovadoras e experimentais. Juntos da Liga 3D, um grupo de entusiastas em diferentes áreas potencializados por impressoras 3D, viemos mostrar para o público como a tecnologia pode ser aplicada, assim como quebramos mitos que cercam a prototipagem rápida. Robôs, Casemods e projetos dos mais diversos foram um deleite para os olhos e para a mente. Caso você não tenha prestigiado o evento, não precisa se sentir excluído! Pois nesse post trazemos os highlights da #Campusparty.

HIGHLIGHTS #CAMPUSPARTY: CONFIRA!

Quando Mundos Entram em Choque

Uma das mais notáveis características da #CampusParty é a mistura de áreas, filosofias e regiões de nosso país. Tendo grande ênfase na grade de ensino STEAM, o evento conta com participação de projetos em ciências, tecnologia, engenharia, artes e matemática, tudo isso é traduzido em projetos que juntam conceitos normalmente vistos em livros e afins e transcendem para aplicações criativas, com resultados incríveis e capacidade de alavancar projetos ainda maiores. Tudo isso pode começar com algo simples, como por exemplo…lançar um foguete.

Uma equipe de outro planeta

tudo bem, lançar um foguete não é tarefa simples, mas o domínio do pessoal do Projeto Júpiter sob o assunto faz parecer tão fácil que chega a ser espantoso. Em um período de 2 dias, conseguimos criar um protótipo de foguete totalmente impresso em 3D e lançar lá mesmo. Não acredita? então veja:

O projeto Júpiter é uma iniciativa dentro da USP com a ambição muito além de participar de competições, se propõem a gerar maior interesse na engenharia através de um projeto de alunos, para alunos. Em 2015 o Jupiter I, primeiro foguete da equipe, cortou os céus dos EUA e marcou nas estrelas o primeiro passo para a superação por parte deles da fronteira final.

O que achou do lançamento? Quer replicar? Então fica de olho que futuramente compartilharemos a “receita”.

O que foi impresso?

Um evento como a #CampusParty está fadado a atrair todos os espectros no que tange a tecnologia, e com a filosofia DIY unida do movimento Maker, a impressão 3D tem presença obrigatória em um lugar como esse. E o evento não desapontou! Contou com diversas bancadas mostrando impressoras a todo vapor materializando os mais diversos tipos de projetos, de robôs jogadores de futebol a action figures do R2-D2 totalmente coloridos, vimos alguns modelos bem interessantes.

Juntos da Liga 3D, a Wishbox conseguiu um espaço para difundir conhecimentos em tudo que engloba o espectro da impressão 3D. Tiramos dúvidas, imprimimos projetos e nos divertimos muito enquanto mostramos o que a tecnologia pode fazer hoje pelas diversas áreas.

Campusparty brasil - bancada-3d
As bancadas com várias máquinas de diversas marcas foram um espaço de democratização da impressão 3D, um ambiente sincero onde todos tinham voz e vez.

A 3DFactory trouxe uma seleção de projetos incríveis em total cor, com encaixes e movimentação detalhada, dentre os modelos, o “filho favorito” claramente era uma réplica do Rover visto no filme Perdido em Marte (The Martian, 2015), que pode ser visto abaixo:

Campusparty brasil - rover-3dfactory
o modelo conta com suspensão funcional, rodas em filamento flexível e é totalmente impresso em 3D.

Nós também não deixamos as máquinas paradas, e aproveitamos a oportunidade para imprimir projetos do público que nos procurava.

Campusparty brasil - plotter-wip
aquela familiar e boa “bagunça maker”.

A vida, o universo e tudo mais (que vimos)

Tentar resumir a explosão de acontecimentos, workshops, palestras e interações que é a #CampusParty está longe de ser uma tarefa fácil, mas vamos tentar resumir tudo que chamou mais atenção, já que a atenção é praticamente a moeda de troca do evento.

campusparty-brasil
O espaço separado em palcos, bancadas e stands dava vários focos para sua visão, foi difícil focar somente em uma das propostas por vez.

Entre drones, muitos arcades e aquele cara que estava com kali linux fingindo ser hacker, os participantes do evento lutam arduamente para tentar chamar o público para o seu invento, setup ou maluquice. Isso cria uma atmosfera com explosões de informação para todo lado, enquanto em um lado você via Doom sendo jogado em um telefone velho, em outro alguém estava hosteando uma rádio ao vivo, e em outro lado Donkey Kong podia ser jogado com bananas (essa experiência do LAB Guarapuava foi muito divertida).

Campusparty-brasil-Banana-Game
Um Raspberry Pi com Retropie, algumas bananas e um MakeyMakey é tudo que é necessário para criar o console com botões ricos em potássio.

Muitos não conseguiram ficar longe de suas battlestations, e trouxeram os computadores para o evento, uma vasta mescla de cores, luzes e temáticas tornava as bancadas de computadores uma maravilha a ser vista. Os Casemods, a arte de decorar seu case de computador, tiveram grande representatividade.

campusparty-brasil-casemod
Casemod com direito a alienígena, afinal, um computador com essas especificações se trata de uma nave.

No fim das contas, os 6 dias acabam sendo curtos demais para ter uma boa experiência de tudo que o evento pode proporcionar, mas nós da Wishbox ficamos felizes em poder participar e interagir tão de perto com uma comunidade da qual nos identificamos.

Espero que os campuseiros que nos visitaram tenham gostaram do nosso overview sobre a 10ª #CampusParty Brasil, e se você gostou do que viu, por que não se inscreve na nossa newsletter? assim podemos compartilhar todo tipo de histórias com você, e tornar o seu futuro, mais presente.