Electrolux fará peças de reposição em impressora 3D

A multinacional de eletrodomésticos, a Electrolux, está realizando um estudo de viabilidade para peças de reposição sob demanda feitas em impressora 3D.

A fábrica suéca de eletrodomésticos, a Electrolux, fez parceria com uma start-up tecnológica em Cingapura, a Spare Parts 3D, para realizar um estudo de viabilidade em peças de reposição feitas em impressora 3D que podem ser fabricadas e distribuídas sob demanda. O objetivo é reduzir os custos de estoque e os prazos de entrega.

Hoje, é uma prática comum dos fabricantes de eletrodomésticos manter estoque de peças de reposição, mesmo depois da produção do aparelho ter acabado. Isso resulta em cliente feliz quando é necessária manutenção e reparo na máquina de lavar quebrada que não é mais fabricada, por exemplo.

As peças mantidas em estoques, geram custos trabalhistas e de manutenção. Além disso, algumas peças ficam acumulando poeira no estoque até que elas sejam descartadas e os custos podem aumentar se as peças não puderem ser fornecidas através de métodos de produção em massa.

Em cenários como esse, os fabricantes geralmente armazenam partes em fábricas ou centros de distribuição. Enviar as peças dos centros de distribuição ao consumidor pode demorar semanas. Para enfrentar os desafios de reduzir o estoque e melhorar a eficiência, a Electrolux está explorando a possibilidade dessas peças serem feitas em impressora 3D (veja como a impressão 3D reduziu os custos da Volkswagen).

Estoque Electrolux

Sobre os estudos da Electrolux Asia Pacific olhando para as vantagens da impressão em 3D:

A divisão Ásia-Pacífico da Electrolux quer mudar para um modelo onde eles podem produzir peças sob demanda – e estar perto dos clientes – através de uma rede de provedores de serviços de impressão 3D. Isso significa tanto em um inventário físico zerado quanto em um envio rápido.

Para testar a viabilidade desta estratégia, a Electrolux juntou-se à Spare Parts 3D, com sede em Singapura, para realizar avaliações técnicas e econômicas. O estudo abordará áreas críticas como a seleção do catálogo para determinadas partes que serão otimizadas para a impressão 3D.

Em outros lugares, o estudo examinará a engenharia industrial, para identificar os melhores materiais e os métodos de produção mais eficientes. Em seguida, é a criação de um inventário digital contendo os melhores parâmetros de produção para cada parte selecionada.

O estudo também incluirá testes de garantia de qualidade e uma análise de rentabilidade para comparar os custos das peças de reposição feitas por impressoras 3D com as peças produzidas através de meios tradicionais.

Peças de reposição Electrolux

Uma vez bem sucedido, o gerenciamento de peças de reposição na Electrolux sofrerá uma revolução graças à impressão em 3D. Com uma rede global de impressoras 3D produzindo e entregando peças padrão sob demanda, o fabricante pode eliminar inventário físico e reduzir o transporte para a última milha (conheça outras 6 maneiras de incorporar a impressão 3D na indústria).

Quer poder reduzir o custo do seu estoque e dos prazos de entrega, e garantir melhorias eficientes e clientes satisfeito? Entre em contato conosco e conheça as vantagens que a tecnologia 3D pode trazer para sua empresa.

Fonte: All3dp