Terceirizar ou internalizar impressão 3D?

A impressão 3D está se tornando cada vez mais integrada ao local de trabalho. Ela ajuda as empresas a validar projetos, realizar testes funcionais e levar produtos ao mercado mais rapidamente.

Os protótipos impressos em 3D são úteis para discutir conceitos, resultando em iterações mais rápidas e produtos de melhor qualidade. Os executivos raramente precisam ser convencidos dos benefícios – mas muitos continuam terceirizando suas tarefas de impressão 3D; especialmente quando se trata de produção de peças finais. Mas também é importante refletir se não vale a pena internalizar impressão 3D. 

Por que as empresas terceirizam?

Terceirização significa nenhum investimento em maquinário ou treinamento. Além disso, elimina a incerteza sobre a fabricação interna de protótipos funcionais ou peças finais. As PMEs (pequenas e médias empresas) não podem arcar com equipamentos caros de manufatura aditiva industrial – a terceirização lhes dá acesso a isso e ao nível certo de especialização, o que melhora a eficiência de seu pipeline. Mesmo equipes de engenharia em grandes empresas, nem sempre têm orçamento para investir em treinamento e equipamentos caros.

Uma solução alternativa

Modelos e protótipos são fundamentais na fase de projeto, e as empresas querem formas mais rápidas e eficazes de desenvolver seus conceitos de produto. A terceirização permite que eles usem a tecnologia de impressão 3D sem um grande investimento inicial; mas os prazos de throughput ainda podem ser significativos, diminuindo as iterações rápidas normalmente associadas à impressão 3D.

Internalizar impressão 3D com impressoras 3D desktop oferece uma ótima alternativa, sem exigir um investimento financeiro significativo. Elas entregam resultados profissionais, custos mais baixos, lead-times mais rápidos, mais interações com o cliente e maior escalabilidade. Elas também são fáceis de operar, resultando em mais capacidade, mais equipes e mais departamentos fazendo uso delas. Em resumo, elas tornam a impressão 3D acessível a mais usuários profissionais, independentemente do setor.

Quais são suas opções?

Isso depende do objetivo e da aplicação. As empresas têm três opções quando se trata de impressão 3D: terceirizar as tarefas, internalizar impressão 3D investindo em máquinas industriais ou investir em impressoras 3D desktop acessíveis e econômicas.

As seções a seguir examinam os prós e contras de cada um.

Uma coleção de ferramentas impressas em 3D internamente e terceirizadas

Terceirização

Terceirizar impressão 3D é uma boa opção se você procura qualidade excepcional, baixa quantidade e alta complexidade. É a escolha certa se você precisar de duas peças ou menos por mês, especialmente se as peças forem grandes ou exigirem materiais especiais. Também é útil para peças finais que exigem materiais ou aplicações incomuns.

No entanto, fique atento – esta é a opção mais lenta e mais cara. Sim, você terá um especialista realizando a tarefa sem os riscos associados de compromisso de longo prazo. No entanto, a taxa horária, ou do projeto, geralmente é substancialmente maior do que a contratação de um funcionário, e você aguardará mais tempo para que ele conclua o trabalho.

Prós:

  • Diversas tecnologias disponíveis, como SLA, FFF e SLS
  • Mais opções de materiais, do que um sistema interno
  • Conhecimento especializado sobre materiais (e suas limitações)
  • Nenhum compromisso a longo prazo
  • Nenhum investimento inicial

Contras:

  • Custo por peça é muito maior do que a impressão 3D interna
  • O processo é mais lento – de semanas, ao invés de dias ou horas
  • Mais papelada e mais etapas do fluxo de trabalho – você precisará entrar em contato com fornecedores, consultar cotações, fazer uma solicitação de compra, passar especificações, desenvolver ideias, avaliar funcionalidade e muito mais
  • Pequenas alterações são caras
  • Múltiplas iterações levam mais tempo para criar
  • Cliente travado com software, acessórios ou filamentos
  • Subutilização estrutural
  • Inacessibilidade – é necessário um operador, os engenheiros não podem utilizá-la diretamente
  • Não escalável
Peças dentro da mesa de impressão de uma grande impressora 3D industrial

Internalizar impressoras 3D industriais

Impressoras industriais são ideais se você estiver produzindo grandes lotes de peças. Você precisará usar essas impressoras 3D com frequência, para justificar o investimento e o treinamento envolvidos.

Prós:

  • Disponibilidade de uma ampla gama de materiais de alto desempenho
  • Quando implementada, é mais rápida do que usar “bureaus” de serviços terceirizados
  • Opção econômica (ao imprimir em grandes lotes)

Contras:

  • Investimento inicial significativo – você irá pagar entre U$ 250.000 e U$ 1 milhão por um sistema abrangente de manufatura
  • Muito espaço necessário – os verdadeiros sistemas de manufatura exigem mais de 30m² de área útil, climatização potente, estações de acabamento, estações de limpeza e muito mais
  • Contabilizando todos os custos, uma única impressão 3D custaria mais do que uma impressora 3D desktop (aproximadamente R$20.000 mais mão de obra)
  • Inadequado para lotes curtos – custa muito mais por produto impresso
As impressoras 3D desktop fornecem uma solução econômica e versátil

Internalizar impressão 3D desktop

As impressoras 3D desktop são perfeitas para prototipagem rápida. Se você está fazendo muitas peças em impressão 3D, uma sala de impressão 3D de várias máquinas desktop, é muito mais barata e mais fácil de dimensionar do que uma impressora 3D industrial. Várias impressoras 3D também oferecem mais flexibilidade e controle (por exemplo, imprimir uma peça por máquina).

Prós:

  • Opção mais econômica – um protótipo terceirizado pode custar milhares de reais (para modelos complexos). Em média, a impressão interna custa um décimo do valor
  • Tempo de resposta mais rápido – a terceirização de peças impressas em 3D leva cerca de uma semana – uma impressora 3D interna produz um protótipo em questão de horas, eliminando semanas do ciclo de desenvolvimento – dessa forma os produtos podem ser colocados no mercado em uma fração do tempo
  • Maior flexibilidade – ajuste designs a um custo muito menor
  • Não há risco de vazamento de designs – tudo é feito na segurança das instalações da sua empresa
  • Controle total do design – imprima detalhes finos, superfícies lisas e até mesmo peças móveis em uma única impressão
  • Menos espaço necessário
  • Relativamente barato e escalável

Contras:

  • A maioria das impressoras 3D desktop está tecnicamente limitada à impressão de materiais de alto desempenho
  • Mais adequado para peças de tamanho menor
  • Não é adequado para produção em massa
  • O treinamento dos funcionários é necessário (mas menos intenso e complicado em comparação com máquinas industriais)

Leia o caso de sucesso da Fortlev, que internalizou o processo com impressoras 3D desktop e ganhou mais precisão e agilidade.

Perguntas a fazer

Antes de se comprometer com uma solução de impressão 3D, pergunte-se o seguinte:

  • Para que você precisa das suas peças? Prototipagem funcional? Exibição visual? Produção de peças finais?
  • Quais materiais você vai usar?
  • Quantas peças você precisará por semana? Quantas peças você pode colocar na mesa de uma impressora 3D desktop ou em uma máquina industrial?
  • Quão familiarizados seus funcionários estão com processos de manufatura aditiva? É necessário treinamento adicional?
  • Qual é o cronograma para implementar a impressão 3D em seu fluxo de trabalho?
  • O que melhor se adapta ao seu ambiente de trabalho?

Na maioria dos casos, investir em várias impressoras desktop é a melhor opção, depois terceirizar as peças finais com requisitos específicos para uma agência de terceirização de serviços. É a opção econômica, não apenas para profissionais do ramo industrial e equipes de design ou engenharia, mas também para empresas multinacionais.

As máquinas industriais geralmente são pouco utilizadas e não valem o investimento, a menos que seu modelo de negócios envolva customização em massa ou atividades de baixo volume e alto lucro. Se você tiver certeza de que precisará de grandes lotes de peças com alta exclusividade (por exemplo, aeroespacial), essa poderá ser uma opção viável para você.

Se depois de ler esse conteúdo você ainda tem dúvidas sobre o tipo certo de tecnologia para seu negócio, a Wishbox disponibiliza consultoria gratuita para te orientar quanto à implantação da manufatura aditiva. 

Considere não apenas seus requisitos atuais como empresa, mas o que você deseja alcançar no futuro! Custo e praticidade sempre devem ser uma prioridade, mas também a escalabilidade e o potencial criativo.

Referência: Ultimaker.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados