Quebra-cabeça impresso em 3D rompe as barreiras do braille

Atualizado em: 10 de outubro de 2019 às 5:24

Para pessoas com deficiência visual, aprender a ler braille é essencial. Mas, para muitos, os recursos de aprendizagem em braille são muito caros ou ineficazes. Agora, um novo quebra-cabeça impresso em 3D – em uma impressora 3D Ultimaker – está tornando essa habilidade acessível a todos.

A capacidade de ler braille proporciona às pessoas com deficiência visual a processar informações com eficácia e sem a necessidade de tecnologias como leitores de tela. A aprendizagem de braille aumenta em mais de três vezes a chance de ter ensino superior e emprego.

Um dispositivo digital de leitura em braille custa mais de US$ 1.000, tornando inacessível para 90% das pessoas cegas e deficientes visuais que vivem em países em desenvolvimento. Em contrapartida, existem materiais de aprendizagem básicos e desatualizados frequentemente fornecidos em seu meio, tornando a habilidade difícil de dominar.

O Fittle: Quebra-cabeça impresso em 3D

Um grupo de designers e oftalmologistas criou o primeiro quebra-cabeça impresso em 3D em braille. O Fittle é uma colaboração entre a designer indiana Tania Jain, o principal instituto de visão da Índia LVPEI, a empresa de brinquedos educativos alemã Ravensburger e o grupo de comunicação global independente Service Plan.

Cada conjunto de quebra-cabeça é dividido em partes, que juntas formam as letras de uma palavra e objeto. As marcas de conexão nas peças ajudam o aluno a descobrir pelo toque como elas se encaixam e, uma vez terminado o quebra-cabeça, descobrem a palavra em braille para esse objeto.

Esse é o quebra-cabeça “FISH” (peixe)

O feedback foi impressionante até agora. Mais e mais crianças estão aprendendo braille com o Fittle de uma forma melhor.

As peças são impressas com um design oco para minimizar o uso de material. O baixo custo de prototipagem com impressão 3D também permitiu que o projeto fosse realizado perfeitamente, com a ajuda do feedback de usuários cegos.

Já existe uma crescente coleção de formas Fittle, todas especialmente projetadas para serem impressas em 3D e depois distribuídas pela Índia.

Os quebra-cabeças são impressos em uma impressora 3D Ultimaker pela LVPEI

Produção em escala com impressora 3D

Com o apoio da Novabeans, a equipa do projeto Fittle decidiu que as impressoras 3D Ultimaker 2+ seriam mais acessíveis, proporcionariam ótima qualidade e a usabilidade que precisavam – e estavam certos! Seu protótipo original foi feito usando madeira, mas uma solução mais barata era necessária para tornar o produto verdadeiramente acessível.

A equipe também experimentou impressoras 3D industriais, bem como impressoras maiores, mas estas mostraram-se ou muito caras ou incapazes de produzir modelos confiáveis com a durabilidade e precisão necessárias.

Usando as impressoras 3D Ultimaker, a Fittle consegue acompanhar a demanda do seu quebra-cabeça impresso em 3D e os distribuindo para os centros regionais da LVPEI, onde são oferecidos aos alunos de braille.

E a diferença que a impressão 3D pode fazer é enorme. Por US$ 10.000, a Fittle poderia fornecer apenas quatro leitores de braille digitais ou 200 livros em braille. O mesmo investimento pode fornecer 16.000 quebra-cabeças impressos em 3D.

Impressora Ultimaker 3 Extended imprimindo o quebra-cabeça “FISH” em 3D

Christoph Bohlender, diretor de criação da Serviceplan Health & Life, disse que: “O feedback tem sido incrível até agora! Mais e mais crianças estão aprendendo braille com Fittle de uma forma melhor”.

E os planos futuros para o projeto? A equipe da Fittle quer investir em mais impressoras 3D, distribuir mais quebra-cabeças, criar mais formas e, eventualmente, expandir para outras regiões.

Se tiver interesse, você também pode fazer uma doação para o projeto Fittle através do site deles. Ou ainda, pode contribuir com essa iniciativa, baixando um modelo, aprendendo braille e compartilhando essa iniciativa!

Gostou do nosso conteúdo? Para receber as novidades sobre o universo 3D, assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados