Wishbox Technologies

Impressão 3D auxilia equipe de nautimodelismo da USP

Os alunos do campus de Butantã (USP) usam a tecnologia de impressão 3d para se preparar para o DUNA (Desafio Universitário de Nautidesign) que será realizado em Setembro de 2019. Os projetos tiveram início em 2018 e a tecnologia já mostrou eficiência na redução de custos, tempo e materiais no processo de produção dos barcos para a competição de nautimodelismo. Além disso, a impressão 3D também possibilitou a personalização e excelência no detalhe das peças.

Equipe Poli Nautica no tanque de testes da USP

“A impressão 3D, dotada de sua grande versatilidade, certamente possibilitou a estes modelos uma grande competitividade no Desafio Universitário de Nautidesign (DUNA)”. – Beatriz Frignani, integrante da equipe.

Os dezesseis alunos dos cursos de Engenharia Naval, Elétrica, Ambiental, Mecatrônica e Engenharia de Minas da USP participaram de um processo seletivo para fazer parte da equipe. Observando que a tecnologia já era utilizada para fabricação de hélices e alguns outros componentes por outros competidores, decidiram aderir a impressão 3D para desenvolver seus projetos.

Os competidores arrecadaram recursos através da participação desafios de extensão ganhando prêmios em dinheiro. Além disso, organizaram rifas e recorreram ao patrocínio de Empresas. Todas as atividades desempenhadas pela equipe são mostradas nas redes sociais oficiais, eles postam regularmente os projetos em andamento, curiosidades navais, patrocinadores e sobre os membros do grupo.

Participação da Equipe Poli Nauta em evento

Como a tecnologia de impressão 3D tornou os projetos de nautimodelismo mais competitivos

A equipe utilizou ferramenta CAD para idealizar a execução do método de Propulção Azimutal e desenvolver o projeto. Já foram testadas e fabricadas peças para o sistema propulsivo do último modelo produzido pelo Poli Náutico. Para o barco Álvaro de Campos, foram fabricadas hélices, lemes e suportes de mancais.

Sistema propulsor em CAD

 

Neste tipo de sistema propulsor, a hélice é montada em um eixo que pode girar 360º e o acionamento é efetuado através de uma transmissão em “L”. A diferença em relação aos outros tipos de propulsores é que ela pode ser instalada em qualquer lugar do navio. Por exemplo, na região da proa para auxiliar no posicionamento dinâmico e pode eventualmente servir de propulsor principal no caso de falha da hélice principal.

Outro diferencial da hélice impressa para o sistema propulsor, foram os insumos. Com o acesso a uma impressora 3D Ultimaker 3, a equipe utilizou filamento PC (policarbonato) que possui propriedades mais fortes, rígidas, resistentes e com estabilidade dimensional. Em combinação, utilizaram o breakaway para suporte, que possibilita a remoção com maior facilidade e mantém um acabamento de qualidade. Dessa forma, a equipe aproveitou a peça impressa em 3D não só como protótipo, mas como “peça final”, sem precisar terceirizar a fabricação.

Caso a equipe não utilizasse impressão 3D para fabricação das hélices e outros componentes, seriam utilizados métodos como usinagem e fundição que envolvem maior custo e tempo. Esses processos também costumam ser menos precisos, o que pode diminuir razoavelmente a eficiência de uma hélice. Além disso, a tecnologia 3D torna a personalização das peças mais acessível comparada aos outros métodos tradicionais.

Benefícios da tecnologia 3D no ambiente de ensino de engenharia

A Impressão 3D está presente nas aulas de Engenharia da USP desde aulas introdutórias de Manufatura Mecânica, pois agrega conhecimento aos alunos no desenvolvimento da manufatura aditiva. A tecnologia está cada vez mais presente na área de ensino, não só para o nautimodelismo, pois oferece a possibilidade dos estudantes vivenciarem um ciclo de desenvolvimento completo de uma ideia.

“Após as etapas de concepção, projeto e CAD, a impressão 3D possibilita vencer barreiras que, para projetos de maior complexidade geométrica, seriam intransponíveis devido ao alto custo de métodos convencionais de fabricação”. – Bernardo Corrêa Duarte, orientador responsável pelo projeto.

 

Hélice impressa em 3D

 

A exatidão, qualidade de acabamento, precisão e resistência, bem como sua acessibilidade para confecção de objetos, tornam a impressão 3D essencial no ambiente de ensino da engenharia. No campo didático, os projetos não precisam que as peças sejam usinadas ou fundidas. Dessa maneira, a tecnologia 3D traz inúmeras vantagens e torna mais acessível a materialização das ideias.

 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

RECOMENDADOS PARA VOCê

Todos os posts já foram carregados.
Nenhum artigo encontrado.

Entraremos em contato

Preencha seus dados para falar diretamente com a pessoa certa.

Preencha seus dados

Prometemos que será rápido!

Em breve você receberá uma ligação de um especialista para entender sua necessidade e tirar todas as suas dúvidas sobre o produto selecionado.

Preencha seus dados e receba
o contato de um especialista

Prometemos que será rápido!

ESTAMOS DE CARA NOVA

REFORMULAÇÃO DO SITE

IDENTIDADE VISUAL

NOVOS PRODUTOS

Preencha seus dados

Prometemos que será rápido!

Em breve você receberá uma ligação de um especialista para entender sua necessidade e tirar todas as suas dúvidas sobre o produto selecionado.

Preencha seus dados

Preencha seus dados