Modelagem 3D: Veja O Que É e Os 12 Melhores Programas

Atualizado em: 3 de abril de 2020 às 15:14

O domínio de técnicas de modelagem 3D dá um peso e tanto no currículo de qualquer profissional.

E talvez seja ainda mais útil para quem deseja empreender, desenvolver um produto inovador ou projeto artístico.

Afinal, a impressão 3D ficou mais acessível do que nunca, permitindo trazer os objetos projetados no computador para a realidade.

Isso serve para criar itens exclusivos e personalizados, desenvolver novos produtos ou prototipá-los – o que significa materializar ideias a fim de testá-las e validá-las na prática.

O problema comum para quem quer aprender a modelagem 3D é: por onde começar?

Um bom ponto de partida é este que você está fazendo agora: buscando informação para entender mais sobre a área.

Continue a leitura para encontrar o que procura.

O que é modelagem 3D?

Modelagem 3D é um processo que consiste em desenvolver objetos tridimensionais por meio de softwares, sendo eles representados virtualmente a partir de modelos matemáticos.

Essa prática é muito usada na indústria de games e animações, mas também para trazer à realidade os objetos projetados.

Isso é feito através da impressão 3D, processo cujo primeiro passo é a modelagem 3D. Ou seja, modela-se o objeto para que, depois, ele seja impresso tridimensionalmente.

No entanto, é importante ter em mente que, dependendo da finalidade do projeto, técnicas variadas são utilizadas.

Assim, projetar um personagem em 3D para um game, por exemplo, é bastante diferente de criar uma peça que terá aplicação prática e física.

Embora pareça complicado à primeira vista, projetar em 3D exige apenas bastante prática com os softwares desenvolvidos especialmente para essa finalidade (softwares CAD).

modelagem 3d fusion 360
Peça sendo modelada em 3D no software Fusion 360 (Fonte: Fusion 360)

Como funciona o processo de criação em 3D?

Como explicamos antes, a modelagem 3D é feita em softwares especiais. No tópico seguinte, vamos apresentar alguns dos principais programas que têm essa função.

O trabalho começa com uma etapa cuidadosa de concepção, na qual o designer busca referências e planeja como vai executar seu projeto.

Esse planejamento inclui tanto a parte criativa quanto a mais prática.

Afinal, no caso de objetos a serem impressos, é preciso pensar em diversos fatores para tornar a impressão e a montagem possíveis, conforme explicaremos no item “Modelagem para impressora 3D”.

Com a ideia na cabeça, basta abrir o software, criar a malha tridimensional de acordo com as medidas e proporções necessárias e, depois, aplicar o acabamento.

Para imprimir o objeto, o arquivo deve ser importado em formato adequado (geralmente “.slt” ou “.obj”) e enviado para um software slicer (para fatiamento da peça).

Os 12 melhores programas de modelagem 3D

Chegou a hora de falar um pouco sobre alguns dos principais programas de modelagem 3D (também conhecidos como softwares CAD).

Confira a lista com 12 opções:

  1. Tinkercad: gratuito, é um programa com recursos bem básicos e, portanto, recomendado para quem está começando na modelagem 3D
  2. Blender: é um software gratuito e livre – por isso, está sempre sendo atualizado e melhorado
  3. 3ds Max: o antigo 3D Studio Max é um dos mais famosos programas para modelagem 3D. Extremamente completo e profissional para renderização e visualização de projetos, jogos e animação, mas exige cuidados especiais se o objetivo final for a impressão em 3D
  4. Maya: é um poderoso software, recomendado para quem trabalha com games e animações, mas não tanto para a impressão 3D
  5. ZBrush: esse programa é recomendado para artistas, pois foca na parte criativa da modelagem 3D orgânica
  6. Inventor: programa de alto nível, profissional, com um conjunto completo de ferramentas de engenharia e projeto
  7. Fusion 360: um programa muito usado por engenheiros, designers e arquitetos. É armazenado na nuvem e recomendado para iniciantes por conta da boa usabilidade, apesar de bastante completo
  8. Alias: software usado no design de formas complexas, que tem funcionalidades como a simulação de efeitos e reflexo da luz na superfície
  9. Autocad: um software bastante completo, muito usado por profissionais dos mercados da construção e arquitetura
  10. Solidworks: um software de nível mais profissional, usado principalmente por profissionais da engenharia, pois permite a modelagem de peças com requisitos técnicos maiores
  11. Sketchup: um software muito versátil, ótima opção para iniciantes por ter um bom equilíbrio entre usabilidade e funcionalidades
  12. Netfabb: esse programa torna mais fácil a vida do designer que pretende imprimir os objetos projetados, pois permite converter um modelo 3D em partes imprimíveis.

Modelagem para impressora 3D

Depois de projetar o objeto em um software de modelagem 3D, é preciso utilizar um programa de impressão 3D (slicer) para o fatiamento da peça, preparando-a para impressão 3D.

O software slicer mais usado no mundo é o Cura, desenvolvido pela empresa holandesa Ultimaker, líder no segmento de impressoras 3D.

O programa é opensource e tem uma interface intuitiva.

Não esqueça que projetar um objeto a ser impresso é diferente de desenvolver uma animação que será usada em um produto virtual (como game ou filme).

Se você quer um objeto colorido, precisa imprimir separadamente as partes que têm cores distintas.

Ou seja, o projeto já deve prever as formas de encaixe e montagem.

modelagem 3d software slicer
Peça sendo preparada para impressão 3D no software PreForm

Notebook para modelagem 3D

Para rodar os softwares de modelagem e impressão 3D sem travar, é bom que o projetista tenha um equipamento de qualidade, com configurações que suportem esse uso específico.

Um processador das linhas Core i7 e i9 da Intel, por exemplo, é bastante indicado para quem trabalha nesse segmento.

O computador para uso profissional deve ter pelo menos 4GB de memória RAM e uma placa de vídeo dedicada, que utilizam um processador independente, aliviando o do dispositivo para o desempenho geral do notebook.

Técnicas de modelagem 3D

Há muitos designers e profissionais de outras áreas que “aprendem fazendo”. Ou seja, baixam o programa e aprendem a utilizá-lo na tentativa e erro, até dominá-lo.

Claro que é possível aprender bastante sobre modelagem 3D assim, mas quem quer trabalhar profissionalmente precisa ter um certo conhecimento teórico.

Em outras palavras, há técnicas que o designer deve dominar, como primitivas geométricas, objetos paramétricos, modelagem poligonal, box modeling, edge modeling e outras.

Se possível, portanto, procure cursos (há várias opções online) para aprender sobre elas e melhorar seu processo de modelagem 3D.

modelagem 3d
Peça sendo renderizada no processo de modelagem 3D

Conclusão

Com todas essas informações, agora é com você. Continue se informando sobre modelagem 3D e experimente os softwares gratuitos para começar a projetar.

Conforme pegar jeito e gosto pela atividade, pode investir em programas mais profissionais e em cursos para se aperfeiçoar.

Quem sabe você não descobre no design de objetos 3D uma carreira promissora?

Para seguir se atualizando sobre modelagem e impressão tridimensional, insira seus dados abaixo para receber nossa newsletter.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ficou com dúvidas? Deixe uma mensagem na caixa de comentários.

Compartilhe!

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados