SEAT CUPRA acelera o desenvolvimento de veículos de corrida com manufatura aditiva

Atualizado em: 2 de junho de 2020 às 10:28

A fabricante automotiva CUPRA revelou recentemente os resultados de seu trabalho envolvendo impressão 3D.

A divisão esportiva do Seat Group utilizou a manufatura aditiva para acelerar o desenvolvimento de seu novo veículo de corrida, o CUPRA Leon Competición.

Várias partes, como o módulo do volante e os retrovisores, foram projetados em uma impressora 3D, permitindo à empresa ganhar em agilidade, flexibilidade e eficiência.

“A impressão 3D está se tornando um ponto de virada na indústria automotiva, acelerando os prazos de entrega e a manufatura aditiva já está ajudando os designers a criar peças que não poderiam ser produzidas com outras tecnologias”
Xavi Serra, chefe de desenvolvimento técnico da CUPRA Racing

SEAT CUPRA acelera o desenvolvimento de veículos de corrida com manufatura aditiva

Leia também: Oficina de Tarso Marques projeta peças personalizadas com impressora 3D

Cada vez mais fabricantes de automóveis confiam na manufatura aditiva.

A Volkswagen, por exemplo, está gradualmente se movendo em direção à produção em massa de peças mais eficientes e leves para seus carros.

Até agora, o grupo afirma que tenha impresso em 3D mais de 10.000 peças!

É preciso dizer que as tecnologias 3D oferecem múltiplas vantagens aos corredores do setor, e o crescimento no setor de materiais para impressão 3D está multiplicando o número de aplicações possíveis.

Materiais compostos, poliamida, metal: as possibilidades ampliam, o que permite que as indústrias encontrem características térmicas, mecânicas e químicas próximas às encontradas na fabricação por injeção.

Xavi Serra, gerente de desenvolvimento técnico da CUPRA Racing, explica: “Nosso principal objetivo é ter muitas peças em menos tempo. Esse método de produção nos permitirá testar rapidamente muitos designs e protótipos. Como o desenvolvimento de veículos agora é feito em paralelo, a manufatura aditiva nos permite reagir rapidamente a qualquer alteração no processo de design”.

SEAT CUPRA acelera o desenvolvimento de veículos de corrida com manufatura aditiva

Assim, a equipe foi capaz de projetar várias formas e funcionalidades de peças como os retrovisores.

Em um carro de corrida, os retrovisores devem ter a mesma forma que um veículo convencional – no entanto, os engenheiros da CUPRA queriam ir mais longe.

Eles explicam que adicionaram um duto de entrada de ar nos pontos de pressão máxima para resfriar o carro internamente.

As peças foram testadas em um túnel de vento sob as mesmas condições extremas de uma peça de produção padrão e depois na pista de corrida em Portimão, Portugal.

Além dos retrovisores, a CUPRA diz que imprimiu as aberturas do capô em 3D, o módulo de controle do volante, a entrada de ar e os dutos de refrigeração.

As peças foram testadas no circuito e os resultados são muito encorajadores.

SEAT CUPRA acelera o desenvolvimento de veículos de corrida com manufatura aditiva

Xavi Serra conclui: “A manufatura aditiva é e continuará sendo a chave em inúmeras áreas para transformar em realidade as idéias mais complexas.”

Mais informações: Clique aqui e acesse o site da Seat.

O que você achou do veículo da CUPRA? Comente abaixo ou no nosso Facebook e Instagram!

Assine a nossa newsletter, e receba mais histórias de sucesso e informações relevantes sobre impressão 3D em primeira mão!

Compartilhe!

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados