7 formas de inovar durante a crise e ganhar dinheiro com uma impressora 3D

Atualizado em: 30 de setembro de 2020 às 11:15

A crise mundial devido a pandemia do novo coronavírus, fez com que muitas pessoas tivessem que se reinventar, criando maneiras inovadoras para ganhar dinheiro e manter seus ganhos.

Entre as alternativas, o uso de impressoras 3D aparece como uma solução viável, devido o grande potencial de aplicações com o uso do equipamento.

Peças e produtos podem ser criados com o auxílio da tecnologia, como artigos para uso comercial, doméstico, bem como outras aplicações (protótipos, ferramentas, peças de reposição, entre outros).

A crescente presença das impressoras 3D passou a ser vista como uma possibilidade de investimento em muitos ramos, tanto que até empresas de construção civil usam o equipamento na produção de maquetes de empreendimentos.

Além disso, não é difícil encontrar demanda para os produtos fabricados com impressoras 3D.

Por exemplo, as famosas action figures, que são estátuas personalizadas de personagens famosos, podem ser feitas com auxílio da tecnologia.

Porém, recomenda-se investir em um nicho que já se tenha conhecimento, para entregar serviços e produtos de qualidade aos clientes, e também é preciso fazer uma pesquisa de público-alvo, para direcionar as estratégias de venda.

Em épocas de crise, é recomendado focar em comércios eletrônicos, como o e-commerce, que são mais econômicos e garantem um melhor retorno, de curto a longo prazo.

Aliás, engana-se quem pensa que as impressoras 3D estão restritas às indústrias e grandes empresas de automação industrial.

Ao contrário, há muitos negócios especializados em peças impressas em 3D e até mesmo profissionais autônomos que ganham dinheiro desenvolvendo projetos totalmente únicos.

Abaixo, confira algumas formas de inovar durante a crise e ganhar dinheiro com uma impressora 3D.

1 – Desenvolvimento de peças e protótipos

Uma das maneiras mais fáceis de entrar no mercado de impressão 3D e ganhar dinheiro é atendendo à indústrias com o desenvolvimento de peças e protótipos.

De maneira geral, o serviço consiste em oferecer um projeto que pode ser utilizado como peça de uso final ou peça para testes de funcionalidade (protótipos).

Esse tipo de trabalho já é muito usado na indústria de injeção plástica, por exemplo.

Isso porque a prototipagem permite o contato com produtos que ainda estão em fase de desenvolvimento, sendo possível alterar o design antes de investir em moldes para produção.

Assim, no caso da indústria, tem-se um molde de injeção que pode ser usado para conformar novas peças sem risco de retrabalho, evitando desperdício de tempo e dinheiro.

Para quem deseja ganhar dinheiro com isso, o investimento em uma impressora 3D é uma ótima possibilidade para desenvolver peças e protótipos de maneira inovadora.

inovar durante a crise impressora 3d
Engenheira em processo de desenvolvimento de um protótipo

2 – Fabricação de peças para drones e aeromodelos

Os drones e aeromodelos estão cada vez mais populares no mercado, podendo ser usados para entretenimento, esporte ou para tirar fotos em espaço aéreo.

Com a impressão 3D, é possível aprimorar esses itens, a partir da confecção de peças personalizadas.

É possível baixar modelos 3D que compõem um drone prontos na internet, basta ter um equipamento de impressão 3D para fabricar essas peças.

No entanto, para oferecer o máximo de qualidade aos seus clientes, é recomendável ter algum conhecimento na área de modelagem.

Pode parecer desafiador modelar um drone completamente do zero, mas existem cursos online disponíveis na área, para que mais pessoas possam aprimorar suas técnicas em prototipagem para aeronaves.

Usando softwares CAD é possível projetar diversos componentes de um Drone, e com o uso das impressoras 3D é possível fabricar as peças de um aeromodelo.

Neste sentido, ainda é possível utilizar a tecnologia para atender à demanda de peças quebradas, e upgrades para suportes de câmeras ou outros acessórios para os Drones.

3 – Personalização de Action Figures

Os Action Figures são bonecos que simulam o máximo de detalhes de algum personagem famoso, de filme ou série.

Essas estatuetas se tornaram muito famosas na cultura nerd e, aos poucos, têm ganhado grande repercussão. Inclusive, há muitos colecionadores de action figures.

Assim, é possível ganhar dinheiro com a sua impressora 3D personalizando os bonecos. Aliás, as action figures se mostram como uma boa oportunidade de negócios, principalmente para vendas online.

Para o desenvolvimento da estatueta, é preciso fabricar as peças na impressora 3D e, posteriormente, fazer um pós-processamento com lixas, pintura e verniz.

Por isso, recomenda-se o uso de filamentos de impressão que sejam mais fáceis de lixar.

Importante ressaltar que é preciso ter atenção ao direitos de imagem, antes de comercializar as action figures, especialmente os bonecos com busto de atores e atrizes.

Leia também: Empresa cria miniaturas de carros perfeitas com impressão 3D

4 – Construção de maquetes com impressoras 3D

As maquetes são representações em miniatura de empreendimentos da construção civil.

Elas normalmente são usadas por empresas de arquitetura e de engenharia, para ter uma base de como será o projeto.

Além disso, as maquetes ajudam a:

  • Verificar possíveis incompatibilidades;
  • Facilitar o planejamento da obra;
  • Analisar se a construção está correspondente à maquete;
  • Propor alternativas mais baratas para a construção.

Por esse motivo, o desenvolvimento de maquetes pode atender um vasto mercado, incluindo trabalhos para um escritório de engenharia civil e arquitetura.

A impressora 3D pode ser um bom investimento para arquitetos e engenheiros autônomos, que prestam serviço para outras empresas.

Contudo, para esse tipo de serviço, é fundamental ter conhecimento na área.

inovar durante a crise maquetes
Corretor utilizando uma maquete para demonstração aos clientes

5 – Personalização de roupas

O mercado de moda é um dos mais promissores, mesmo em épocas de crise. Com o auxílio das impressoras 3D, é possível customizar os vestuários e, desse modo, oferecer peças únicas aos clientes.

Vale dizer que o ramo da moda demanda cada vez mais um alto nível de personalização, visto que as pessoas desejam ter algo singular. Desse modo, com a manufatura aditiva é possível confeccionar vestidos, calças, blusas e jaquetas de todos os tipos.

Além disso, outros materiais, como a borracha e o couro podem ser adaptados ao formato do corpo do seu cliente, ou usados para desenvolver sapatos e outros acessórios.

6 – Preparo de pratos e comidas gourmet

Até mesmo o mercado da gastronomia já entrou no mundo da impressão tridimensional.

Essa pode ser uma ótima opção para quem já trabalha com o ramo culinário e deseja oferecer algo inovador aos clientes.

A impressão 3D pode ser usada na confecção de formas e moldes para decoração de pratos com geometrias personalizadas.

Como é o caso da arquiteta e chefe ucraniana, Dinara Kasko, que utiliza impressoras 3D para inovar na sua cozinha profissional.

Em contrapartida, ainda existe a possibilidade de adicionar kits adaptadores as impressoras 3D que permitem a impressão de alimentos como chocolates e massas.

Clique aqui e assista ao vídeo da impressão de comida em 3D.

inovar durante a crise culinaria
Doce feito a partir de molde impresso em 3D

7 – Criação de brindes, enfeites e artigos para festa

O mercado de entretenimento também foi beneficiado pela impressão 3D.

Com o equipamento, é possível desenvolver peças personalizadas em baixa escala, que podem ser usadas em festas e comemorações.

Brindes ou lembrancinhas de aniversários e batizados podem ser impressos em 3D de forma exclusiva.

Também é possível produzir peças para compor a decoração de uma festa, como enfeites para mesas ou bolos de casamento.

Conclusão

As impressoras 3D são equipamentos altamente modernos, usados em vários setores do mercado, como para prestação de serviços, construção civil, gastronomia, moda, bem como na indústria.

Para você ter ideia do potencial dessa tecnologia, as impressoras 3D são utilizadas até para imprimir peças personalizadas que compõem braços robóticos para automatização de processos.

Contudo, esses equipamentos não precisam ser usados somente em grandes empresas ou indústrias.

Eles também podem ser extremamente funcionais e úteis para profissionais autônomos e pessoas que estão procurando novas oportunidades, principalmente em épocas de crise.

Sendo assim, quem deseja ganhar algum dinheiro ou se reinventar em um cenário instável, tem a oportunidade de fazer um bom investimento em impressoras 3D, se seguirem algumas dicas importantes.

Afinal de contas, é possível oferecer produtos únicos, com alto nível de detalhamento e, ainda, ter um bom retorno do investimento.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados