Como consertar a sub-extrusão

Explicando de forma mais simples, a sub-extrusão ocorre quando a impressora 3D não consegue depositar a quantidade certa de material. Você saberá se sua impressora está sub-extrusando, pois você verá camadas ausentes, camadas muito finas ou camadas com pontos e buracos aleatórios. Esse problema é provavelmente o mais complicado para encontrar a causa direta, pois há muitas variáveis a serem consideradas, mas vamos orientá-lo aqui e fornecer dicas úteis para consertar a sub-extrusão.

Robô da Ultimaker mostrando sinais de sub-extrusão

Nota: Se a sua impressão está faltando apenas uma camada, isso não é sub-extrusão. Nesse caso, há um problema de “camada ignorada”, conforme descrito aqui.

Materiais e configuração de material para consertar a sub-extrusão

A primeira coisa (e mais fácil) para verificar se a sua impressão está sofrendo de sub-extrusão são as configurações do material. É importante que o perfil do material na sua impressora 3D (ou configurações de material no Cura) corresponda ao material utilizado. Por exemplo, uma configuração de temperatura muito alta ou muito baixa pode causar problemas. Quando a temperatura está muito baixa, o material não derrete corretamente, pois o plástico mais frio é mais viscoso e requer pressões mais altas para empurrá-lo através do bocal.

Eventualmente, a pressão simplesmente se tornará muito alta e ocorrerá sub-extrusão. Por outro lado, quando a temperatura está muito alta, pode causar problemas, pois as propriedades do material começarão a mudar se permanecerem no bocal por muito tempo, causando obstruções. Verifique o seu carretel de filamento para as temperaturas adequadas.

O tamanho do bico, a velocidade de impressão e a altura da camada estão diretamente relacionadas à temperatura. Essas configurações definem a taxa de fluxo, que é o volume de material que é extrusado por segundo. Se você quiser empurrar mais material do que sua impressora 3D é capaz, isso levará à sub-extrusão. Deve sempre haver um bom equilíbrio entre a temperatura e a velocidade. Em temperaturas mais altas, você pode imprimir mais rapidamente, mas ao imprimir em temperaturas mais baixas, pode ser necessário diminuir a velocidade para obter uma extrusão adequada.

Além das configurações de material, também é possível que o próprio material esteja causando o problema. Por exemplo, o filamento pode ficar emaranhado depois de removê-lo da impressora 3D – é onde ele fica preso antes de entrar no feeder (alimentador). Portanto, é sempre bom verificar se o filamento não está sobreposto (formando um nó) no carretel antes de começar a imprimir.

Outra razão para ocorrer sub-extrusão pode ser a absorção de muita umidade pelo filamento. Alguns materiais (especialmente PVA) são muito sensíveis à umidade e podem perder qualidade quando usados ou armazenados em um ambiente úmido por muito tempo. O manuseio e o armazenamento correto do material são muito importantes neste caso.

O feeder

O feeder (alimentador) é a parte da impressora 3D que literalmente “alimenta” o material e é, portanto, o primeiro componente que pode causar problemas de extrusão. Alguns sinais que podem indicar que seu feeder está causando sub-extrusão:

  • O material tem dificuldade de chegar ao bico extrusor
  • Material desgasta no feeder
  • O feeder está pulando passos
O feeder da Ultimaker 2+

Quando o material não se move através do tubo de bowden e do bico de extrusão corretamente, isso pode significar que há atrito no tubo de bowden ou no bico extrusor, ou ainda, que o feeder não tem aderência suficiente no material. Neste último caso, a tensão do feeder pode ser muito baixa. Isso pode ser facilmente diagnosticado tirando o material da impressora 3D e verificando se há marcas visíveis no material. Se o material estiver completamente liso, significa que a tensão do feeder está muito baixa.

✔ Marcas no material significa boa tensão no feeder (1); ❌ Nenhuma marca no material significa tensão muito baixa no feeder (2); e ❌ Deformação do material significa tensão muito alta no feeder (3)

Ao contrário disso, também pode haver muita tensão no feeder. Quando isso acontece, o material é basicamente “espremido” no feeder, fazendo com que ele se deforme e não possa ser empurrado ainda mais. Consequentemente, o feeder irá marcar o material e “jogar para fora”. Isso é chamado de grinding (moagem). Além disso, o feeder também pode começar a emitir um som ou voltar. A moagem também pode ocorrer quando há um bloqueio no terminal, mas isso será descrito com mais detalhes mais adiante neste guia. Quando seu filamento estiver retificado, é importante remover o material da impressora 3D, limpar o alimentador e verificar a tensão do alimentador antes de continuar. Para uma explicação mais detalhada sobre como fazer isso, você pode dar uma olhada nesta página.

O tubo bowden

Uma vez que o material passou pelo feeder, ele passará através do tubo bowden. É possível que o material realmente sofra atrito no tubo de Bowden, levando à sub-extrusão. Existem algumas razões possíveis para esse atrito.

Quando o filamento é triturado, há uma boa chance de que pequenas partículas tenham entrado no tubo de Bowden. Essas partículas podem causar atrito no tubo de Bowden e, eventualmente, levar à sub-extrusão. É por isso que a melhor prática é verificar se o tubo de Bowden está limpo e se o filamento foi triturado dentro dele.

O atrito no tubo de Bowden também pode ser causado pelo filamento no carretel. No final do carretel, as bobinas geralmente são pequenas e apertadas. Ao passar pelo tubo de Bowden, o material sofrerá um atrito maior do que se fosse reto. Se você estiver imprimindo no limite do que a impressora 3D pode alcançar, esse atrito adicional pode ser o suficiente para causar problemas na impressão.

O bico extrusor (hot-end)

De tempo em tempo, pode ocorrer sub-extrusão na sua impressão devido a um problema com o bico extrusor da impressora 3D.

Bico extrusor da Ultimaker 2

Primeiro de tudo, pode haver um bloqueio parcial no bico, impedindo o material passar corretamente. Esse bloqueio pode ser causado por alguma sujeira ou material carbonizado no bico quente. Existem várias maneiras de verificar isso; portanto, dê uma olhada nesta página que descreve como desentupir o bico.

Para todas as impressoras 3D Ultimaker (exceto a Ultimaker 3) outro motivo comum para a sub-extrusão, especialmente após muitas horas de impressão, é um acoplador deformado. Esta é a parte branca no bico quente, que é chamada de acoplador. O acoplador é um item consumível que se desgasta com o tempo e, lentamente, muda de forma no interior devido ao calor e à pressão no bico quente. Eventualmente, isso causará atrito no material e, consequentemente, a sub-extrusão.

Acoplador novo vs. gasto

Uma terceira causa relacionada à sub-extrusão pode ser um mau ajuste do próprio bico extrusor (por exemplo, depois que você o substitui). É importante que as peças se encaixem bem para que não haja distância entre elas. Se as peças não estiverem colocadas corretamente, há uma chance de que o material escorra entre elas e, eventualmente, cause obstruções no bico quente.

Se você tiver mais dicas e truques para compartilhar sobre como melhorar a sub-extrusão, deixe aqui abaixo nos comentários. E não esqueça de se inscrever na nossa newsletter para ficar por dentro de mais dicas e tutoriais como esse.

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados