Indústria de Plásticos: 8 aplicações com impressão 3D

A impressão 3D está mudando o jogo para a indústria de Plásticos, trazendo avanços desde a redução do lead-time de desenvolvimento, até customização total e fabricação de pequenos lotes. Aqui apresentamos 8 aplicações de como a impressão 3D está avançando na Indústria de Plásticos.

Não pense que a manufatura aditiva (impressão 3D) irá substituir maquinários de linha de produção para fabricação em larga escala. Contudo, não tenha dúvida de que as impressoras 3D podem oferecer ganhos de competitividade, por diversas aplicações. Confira 8 formas de como a impressão 3D está revolucionando a Indústria de Plásticos:

1. Impressoras mais avançadas

Em pequenas escalas, a impressão 3D é, de fato, uma opção eficiente para a produção. Esta solução está sendo cada vez mais utilizada. Por meio da impressão 3D a produção de pequenos lotes fornece uma redução do lead-time e uma redução significativa do custo-unitário comparado aos métodos tradicionais. Atualmente as próprias impressoras 3D estão mais rápidas do que já foram no passado.

2. Peças grandes

Existem hoje impressoras custo-eficientes capazes de produzir peças muito maiores do que eram possíveis anteriormente. Por exemplo, a Ultimaker S5 tem o volume de impressão 330 x 240 x 300 cm. Além disso, também é possível trabalhar com modelos fracionados e encaixes, sem limitação de tamanho de peças.

3. Moldes de baixo custo

A impressão 3D é agora uma alternativa rápida e de baixo custo para fabricação de moldes para injeção, dependendo da escolha certa do polímero. A DM-Toys, líder de mercado na Europa em fabricação de miniaturas de trens e acessórios usa impressão 3D SLA (estereofotografia) da FormLabs para fabricar moldes custo-eficientes para produções em pequena escala. Moldes fabricados com a resina high-temp da FormLabs, por exemplo, é resistente à altas temperaturas e pode durar de 150 à 600 ciclos.

Este molde, que foi impresso em 3D em resina resistente a alta temperatura pela FormLabs, oferece uma opção eficaz em termos de custo e tempo para moldar uma pequena quantidade de peças.

4. Personalização de produtos finais

A Impressão 3D fornece alternativas para que produtos finais sejam fabricados de acordo com cada cliente. A Footprint 3D é um exemplo de uma empresa que está avançando nessa ideia: a empresa usa a digitalização em 3D dos pés de uma pessoa para criar sapatos impressos em 3D com entressolas personalizadas. A tecnologia ainda usa os reticulados para suporte e amortecimento com mais precisão.

indústria de plástico

Este protótipo da Footprint 3D expõe os reticulados da entressola para mostrar como eles fornecem amortecimento e suporte que são personalizados para a forma dos pés do usuário.

5. Inventário Digital, sustentável e competitivo

Inventário digital ou estoque zero é o sonho de qualquer empresa. A partir do momento que se consegue imprimir uma peça em 3D com eficácia, de forma rápida e com custo reduzido, pode isentar o armazenamento de grandes quantidades de peças, desde moldes de injeção, ferramental para moldes e peças de reposição, evitando a necessidade de grandes estoques por meio da impressão conforme demanda.

6. Plástico substituindo metal

A Impressão 3D permite a entrega eficiente de partes plásticas em baixas quantidades, significando que polímeros podem substituir o metal para muitas peças de reposição para máquinas. Com impressoras 3D desktop capazes de entregar peças de polímeros em materiais resistentes à impacto, altas temperaturas, à abrasão, entre outras características ( à exemplo de nylon, polipropileno, policarbonato), que podem até mesmo substituir o metal.

indústria de plásticos
Parte de uma ferramenta da “Arizona Home Floors”, que é feita de metal (centro). Para uma nova versão da ferramenta, foi feito um protótipo da peça em uma impressora 3D (esquerda), onde depois passou a executar a peça de produção dessa maneira também (à direita) como alternativa à terceirização de fabricação em metal.

7. Ferramentaria mais eficiente

A impressão 3D é uma forma eficiente de fabricar ferramentais, dentro da própria empresa, sem consumir sua capacidade produtiva. Não apenas ferramental para moldes, mas gabaritos, acessórios e todo tipo de ferramentas industriais. Grande parte desse ferramental pode ser feito de polímero ao invés de componentes de metal. A Volkswagen Autoeuropa reduziu o tempo de desenvolvimento de ferramentas em 95% com a impressão 3D, melhorando a ergonomia das ferramentas e simplificando o reparo e modificação de ferramentas.

8. Prototipagem sem impedir a produção

Com as impressoras 3D desktop os engenheiros não necessitam sair de suas mesas, ocupar recursos de produção ou encarregar equipe de manufatura para produzir protótipos de polímero impressos em 3D. As impressoras 3D desktops podem ser eficazes não apenas para protótipos visuais, mas também para protótipos de provas de conceito.

A tendência é essa! À medida que as empresas adotam impressoras 3D para acelerar o desenvolvimento de produtos por prototipagem interna, a fabricação de peças como produtos finais acaba sendo uma realidade agregada. As empresas ganham mais autonomia e independência na hora de desenvolver produtos, pois os prazos de entrega se tornam mais flexíveis. À medida que mais empresas escolhem essa rota, a impressão 3D expande não apenas com aplicações em plásticos, mas também quem está fabricando os plásticos.

Se essas 8 formas de aplicar a impressão 3D na indústria de Plásticos fizeram sentido para você, não deixe de conferir o KIT de materiais onde apresentamos mais formas como Indústrias vêm incorporando a impressão 3D. Ah, se você conhece alguma aplicação que não foi mencionada aqui no Post, deixe seu comentário abaixo. E se quiser bater um papo para saber mais como a impressão 3D pode ajudar no seu negócio, agende uma conversa com um de nossos consultores. 

indústria

Compartilhe!

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados